Upanishad K. Kessler

Estas páginas gostariam de informar sobre a pessoa Upanishad, como chegou a conhecer o Reiki, como Reiki mudou sua vida.

Livro
Currículo
Consultas individuais 
Uma década de Reiki no Brasil

O meu caminho para Reiki e ao Brasil

A história sobre como conheci Reiki é uma história de muito amor - de amor por mim mesmo e por meu mestre espiritual Osho.

Upanishad K. Kessler
(c) 1995 Niranjana
Em janeiro de 1990, viajei para a Índia, em busca da presença do Osho. O simples fato de ter viajado para Poona, Índia, mexeu muito comigo e ainda mais a presença de tantas pessoas em busca espiritual, as meditações diárias e o "campo de Buda", criado pelo Osho. Nestas condições estimulantes e emocionantes, encontrei no Ashram uma pessoa oferecendo sessões de Reiki. Instantaneamente decidi tomar uma sessão - queria saber, finalmente, como é este Reiki. A aplicação era uma seqüência breve, em todos os chakras, e eu senti harmonia e um bem-estar geral. Isto ainda não era muito impressionante. Ela me disse ter sentido alguma energia intensiva no meu chakra cardíaco e, ao falar, aproximou a mão do meu peito. Sua mão ainda não havia encostada em mim e de repente uma dor profunda explodiu no meu peito, procurando a liberação através de muitas lágrimas e choro.

Neste instante, de alguma forma, compreendi o motivo para tantos anos de busca interior e para uma vida em "emergência espiritual constante". Há muitos anos necessitava e procurava algo, do qual eu nem sabia o nome. Mas sabia que precisava deste "algo" e que este "algo" era mais importante do que o ar respirado por meus pulmões. Compreendi pela primeira vez o que era: A abertura e cura do meu coração, profundamente machucado por momentos traumáticos na infância e em vidas passadas.

Este instante de contato profundo comigo mesmo me gerou uma felicidade e leveza até então desconhecida e na hora decidi participar do próximo curso de Reiki.

Durante o curso de iniciação em Reiki I, experimentei muita paz e harmonia, mas o mais importante aconteceu no quarto e último dia do curso: Praticamos uma auto-aplicação de Reiki, começando no topo da cabeça, passando por cada chakra até chegar ao chakra básico. Após o exercício, compartilhamos a nossas sensações e, de repente, me dei conta que sou um ser humano completo e que não me faltava nada. Tocando em mim e aplicando Energia Vital, realizei a minha integridade interna. A idéia sobre algo essencial, que todas as demais pessoas têm, exceto eu, deixou de existir. Fiz o primeiro passo para me curar de uma idéia errônea sobre mim, a qual me deixou sofrer até este momento.

Voltei da Índia para a Alemanha como outra pessoa, transformado por estas e outras experiências e "insights" profundas.

Voltei como discípulo do Osho, profundamente envolvido em amor por mim mesmo, pelo mundo e por ele. Osho me mostrou o meu "mestre interior", o qual em nada se difere de todos os iluminados de todos os tempos. Tomei consciência da minha alma e da sua casa: o coração.

Desde então, o nome Osho vibra no meu coração, junto com a vibração de Reiki. A partir desta sensação, foi criado o primeiro nome para o meu trabalho: Osho-Reiki - O Caminho do Coração.

Foi em meados de 1992, quando o desejo de ser mestre de Reiki tornou-se claro para mim. Naquele ano voltei à Alemanha por um período de tempo limitado, o que não me permitia trabalhar e ganhar o dinheiro suficiente para pagar o preço da formação de mestre relativamente alto. Após uma conversa com a minha mestra de Reiki e um tempo de reflexão, tomei uma decisão muito importante: durante os últimos anos comprava aos poucos equipamento mecânico e eletrônico, o suficiente para trabalhar em autonomia na minha então profissão técnica. Devido ao alto preço deste equipamento, levei anos para completar a minha oficina. Para me tornar mestre de Reiki, eu tive de vender tudo...

Hoje, vejo nesta venda um fato muito simbólico: "vendi" a minha profissão antiga para assumir uma nova tarefa. Um ato antigamente até exigido dos mestres de Reiki, hoje em dia ele é pouco comum.

Chegando ao Brasil...

Na comunidade do Osho participei de outros trabalhos de grupo, entre eles um chamado "Intuition of the heart" (Intuição do coração). Foi durante estes dias que Osho deixou o seu corpo e conheci a minha companheira dos próximos cinco anos. Voltei à Alemanha, ela voltou para o seu país natal, o Brasil e durante um ano nós nos escrevemos milhares de cartas, cruzando o oceano atlântico inúmeras vezes, até eu decidir sair, deixar o meu trabalho, entregar o meu apartamento, vender as minhas coisas e viajar para o Brasil para viver com meu amor em Brasília.

Após cinco anos, nós nos separamos. Passei por uma fase de transição e tornou-se claro quero continuar morar aqui: a minha "missão no Brasil" ainda não terminou...

Até hoje, este país me ensina muitas lições importantes sobre a vida. Ter saído do contexto cultural e educacional da minha infância e adolescência me ajudou a rever coisas importantes da minha vida. Hoje, resido no Brasil há mais de onze anos, muito agradecido à acolhida e ao calor humano que este país tem por mim. E em abril de 1998, eu e a minha "companheira de vida" (como dizemos na Alemanha) Bernadete, fomos presenteados com Filipe, nosso primeiro filho. Em fevereiro de 2001, juntou-se à nós outro ser amoroso, chamado Lorena.

...e voltando à Alemanha

O ano de 2003 trouxe uma mudança, o retorno à minha terra natal e sobre esta mudança escrevi uma mensagem.

Upanishad K. Kessler

¤ Veja também o capítulo "Sobre o meu caminho pessoal para o Reiki" no livro.

Agenda brasileira | Agenda portuguesa | Agenda alemã
Bolsa-Reiki 
Reiki | Usui Shiki Ryoho | Ambulatório | Clínica Social | Cursos | Treinamentos | Revista Via Reiki | Loja  | Upanishad
Registo | Contacto | Links

© Upanishad K. Kessler, 1997-2005